BARRA ANIMADA


Translate

SEJA BEM VINDO


BARRA 2


Mensagem


A Frequência Fotônica Pleiadiana e a Nova Era do Fóton


terça-feira, 11 de agosto de 2015

O que Sabemos não é tudo que Existe - Parte 242 TUDO MUITO CRISTALINO



"Por conseguinte, as paralelas que traçaremos se encontrarão num único ponto convergente. E precisamente neste ponto as conclusões a que seremos levados resultarão em duas opções bastante lógicas: a primeira delas é que grandes civilizações habitaram a Terra no passado. Elas atingiram um enorme progresso tecnológico: podiam voar, possuíam máquinas fantásticas para se locomoverem e construir seus gigantescos monumentos. 

Conheciam talvez a transmissão do som e da imagem, e um dia qualquer, por força de alguma circunstância, fora destruídas ou se destruíram, deixando esparsos porém significativos vestígios, espalhados por aqui e ali. A segunda hipótese se baseia nas visitas provenientes de outros mundos do vasto Universo; seres extraterrestres que aqui fizeram as suas incursões assumindo o papel de iniciadores da Humanidade, transmitindo a uns pouquíssimos eleitos suas técnicas fantásticas. Ou quem sabe mesmo, tendo aqui se estabelecido através de impressionantes colônias! Ambas as condições se tornam portanto válidas. Caberá em última análise ao Leitor comprovar as evidências e efetuar o seu próprio julgamento. Pois a História, qualquer que seja ela, estará sempre repleta de lições para o porvir, uma vez que pode conter, latente, um conhecimento infinitamente mais sutil do que o costumeiro. Mas, em contrapartida, pode também encerrar, assim veremos, como uma espécie de anátema, as mais solenes e graves advertências" (Do nosso livro, Em Busca das Civilizações Perdidas - EDIOURO,1986)




A sonda exploratória espacial Cassini, da NASA, recentemente enviou as surpreendentes imagens de Hyperion, uma das luas do planeta Saturno. Hyperion, considerada pelos seus cientistas "como um dos mais estranhos objetos do Sistema Solar", literalmente é uma esponja espacial, uma vez que apresenta a estranha propriedade no sentido de atrair, absorver e além disso triturar as pedras espaciais que atingem a sua superfície altamente porosa, a grosso modo tal como se fora uma estranha espécie de organismo vivo dotado da necessidade de se alimentar, criando assim inúmeras e profundas crateras! Segundo um cientista da NASA, Dale Cruikshank, - " Hyperion é simplesmente única entre todos os objetos do espaço que tivemos a chance de observar". A cada dia que passa, novas e surpreendentes descobertas surgem de modo a provar que, na verdade, ainda temos muita coisa a aprender. Assim sendo, poderíamos honestamente afirmar que todos os ramos do nosso conhecimento são definitivos e, por conseqüência, intocáveis?


De maneira alguma! História, Biologia, Arqueologia, Paleontologia, Botânica, e assim por diante, necessitariam urgentemente de uma revisão. Também recentemente descobriu-se nas desoladas e desertas regiões do PERU, os restos de pingüins gigantes cuja idade alcança mais de 40 milhões de anos! Surpreende o fato de que esses animais tradicionalmente habitavam (e ainda habitam) o território da Antártida, como também em diversas ilhas do Hemisfério Sul, em regiões, portanto, geladas - e além disso nunca se soube que tal espécie pudesse alcançar ou viver em regiões mais quentes, situadas acima do Equador. Batizada com o nome científico de "Kadyptes salasi", essa espantosa espécie denota que pingüins gigantescos efetivamente ali viveram naqueles recuados tempos. Acima, vemos a comparação entre o crânio de um pingüim comum, o atual, e aquela espécie gigante. Julia Clarke, Paleontóloga da Universidade Estadual da Carolina do Norte declarou: - "Esta é a mesma idade dos primeiros pingüins na América do Sul. O único outro registro no continente, dessa época, é do extremo sul do continente. As novas descobertas indicam que eles atingiram as regiões equatoriais muito antes do que se pensava anteriormente".


Arkansas, EUA. O bizarro esqueleto dessa desconhecida criatura é exibido pelo seu perplexo descobridor. E quem conseguir achar tal espécie devidamente catalogada e identificada em um tratado convencional de Biologia ganhará, muito merecidamente e como brinde, todos os nossos 3 ebooks!


E reveja a "coisa" rotacionada e colocada em negativo. Possui aparência antropomórfica, ou melhor dizendo, quase humana. Note-se o rosto, o longo pescoço, a estrutura vertebral e, principalmente, os pés! Não é mesmo chocante?


Mas também a Arqueologia se depara com as mais intrigantes surpresas, assim como esse curioso disco, datado de milhares de anos atrás, o qual apresenta a notável particularidade no sentido de ser dotado de estranhos caracteres alfabéticos, além de ostentar uma simbologia inteiramente desconhecida. Alguns pesquisadores pretendem associá-lo ao perdido Continente da Atlântida. Mas como "oficialmente" a Atlântida "nada mais é do que uma simples lenda, ou mito", é preferível ignorá-lo, fingindo que isso não existe. Contudo, seja lá o que for, é algo tão gritante e tão inusitado, além de intensamente revelador, que até mesmo o notável cantor cego Steve Wonder seria capaz de enxergar!


Na América Central, por sua vez, algumas peças arqueológicas bastante "embaraçosas" igualmente apresentam esses estranhos caracteres e sinais, tudo levando a crer na conexão existente entre as antigas e tradicionais culturas que habitaram aquela região com uma perdida civilização cujos remanescentes em tempos imemoriais chegaram àquelas terras. É notório que há uma forte tendência da Ciência clássica no sentido de simplesmente ignorar o passado mais remoto dessas civilizações tradicionais - tais como Asteca, Maia e Inca - muito possivelmente as sucessoras de uma muito antiga rota de colonização. Contudo, essa mesma Ciência SABE que existiram, E BEM ANTES DELAS, outras civilizações desconhecidas, as quais certamente lhes deram origem.


Aqui, você vê um antigo mural egípcio mostrando uma cena inusitada: Os deuses Hórus e Toth, tradicionalmente associados às regiões celestes e à sabedoria, rendem homenagens a um estranho personagem, sem rosto, e cujo corpo está moldado em padrões formados por mosaicos, algo de fato não convencional e muito divergente do tradicional estilo artístico egípcio. Evidentemente era um importante personagem, porém muito comodamente preferiram afirmar que se tratava da "imagem da rainha Hatshepsut (?) que fora propositadamente destruída pelos seus inimigos após a sua morte". Mas teria sido isso mesmo?


Tire, então, as suas próprias conclusões diante da ampliação do correspondente detalhe. Esse corpo, e principalmente esse rosto, teriam sido os de uma bela mulher, tal como os foram os de Hatshepsut? De maneira alguma!


Feitas as devidas comparações, constatamos que só podem mesmo estar brincando! Hatshepsut (juntamente com Nefertari), foi uma das mais belas rainhas do Antigo Egito. Aliás, as mulheres egípcias eram inegavelmente as mais belas de toda a antigüidade.


Porém, as coisas estranhas também percorrem os céus! Um dos maiores UFOs jamais avistados foi observado e fotografado não só pela tripulação, como também por todos os ocupantes de uma aeronave da Aurigny Airlines sobre as Ilhas Channel! O colossal objeto voador estava estacionário a uma altitude de cerca de 2 mil metros, podendo então ser claramente detectado e visualizado por todos os ocupantes daquele avião comercial. Descrito pelo seu comandante, o veterano piloto britânico Ray Bowyer, como sendo"um objeto em forma de charuto dotado de uma intensa luz branca", seu comprimento foi avaliado como sendo acima de meia milha, ou seja, um colosso com mais de 800 metros! E além disso, todos viram quando um outro UFO, porém dotado de menores dimensões, se aproximava daquele - possivelmente uma das chamadas "naves-mãe", as quais os transportam para a nossa atmosfera! E não se tratava de mera alucinação, tal como sempre querem os céticos, uma vez que diversas outras aeronaves naquela rota igualmente os detectaram. Como se pode, então, ignorar o óbvio e hipocritamente fingir que nada está acontecendo? (FOTO: gentilmente cedida pelo nosso estimado visitante Luis Esteves, Portugal)


A velha tática do avestruz, isto é, "esconder o rosto embaixo da terra para fingir que ninguém o vê", ou então o famigerado método Pilatos, - "lavo as minhas mão e simplesmente me omito", já não mais funcionam. E será precisamente nos bastidores do Museu Britânico que iremos encontrar essa bizarra curiosidade sumeriana, a qual retrata de maneira inegável uma entidade alienígena, possivelmente da tipologia gray, cujos olhos enormes, negros e oblíquos são, por assim dizer, a "marca registrada" daquela espécie que ainda hoje continua nas suas investidas sobre o nosso mundo.


Desde os primórdios do nosso planeta, os grays, contudo, não são os únicos a circularem por aqui. Espalhados por todos os quadrantes deste nosso pequeno mundo as provas quanto às visitas dos Antigos Astronautas tornam-se absolutamente irrefutáveis. Em Tassili, por exemplo, o artista da assim chamada pré-história foi tão preciso que além de claramente retratar o UFO no céu, foi ainda mais longe ao mostrar para a posteridade a imagem possivelmente do seu antigo astronauta usando um capacete e as suas vestes especiais!


E não é subestimar a inteligência das pessoas, quando certos setores afirmam que imagens como essas, gravadas e esculpidas em lugares diferentes nas ruínas do Antigo Egito, são meramente ilustrações de "flores e vasos cerimoniais"? E por que exatamente insistem em esconder, além disso impedindo a entrada dos visitantes e dos turistas nesses locais tão "embaraçosos"?


E não se pode absolutamente tentar alegar que essas imagens seriam meras ilações, ou fantasias, dos antigos artistas, uma vez que (e isso desde os remotos tempos da pré-história) eles de "primitivos" não tinham absolutamente NADA, além de somente retratarem aquilo que efetivamente VIAM! Até mesmo índios norte-americanos Navajos sabiam que os seus antigos ancestrais reverenciavam os assim chamados Yei (foto), um povo muito antigo e sagrado, precisamente conhecido como "Os Antigos", que fora o elo de comunicação entre eles e os seus mais remotos "deuses".


Os petroglifos, espalhados por todos os sítios arqueológicos do planeta, não mentem jamais. Uma raça, na verdade várias raças muito antigas e evoluídas, cujas origens ainda são desconhecidas, habitaram, ou visitaram, de fato, o nosso mundo, mantendo contato com as suas antigas humanidades e, por conseguinte, deixando na sua memória ancestral as marcas desses significativos eventos.


E quem foi mesmo que inventou o relógio? O que você vê acima não é uma brincadeira ou meramente uma fraude: um petroglifo, encontrado nos EUA e originário dos remotos tempos pré-históricos, nos mostra a representação de um artefato destinado a medir o tempo, extraordinariamente semelhante aos nossos atuais relógios! A única diferença é que existem 14 marcações ao invés das nossas 12, o que dividiria as horas terrestres em 70 minutos! (FOTO: © W.G. Porter)


Há sinais estranhos, marcos ainda não inteiramente identificados e incompreendidos, os quais igualmente se espalham por todo o planeta, muito possivelmente atestando e narrando eventos históricos que certamente dizem respeito a essas visitas, além de contar a verdadeira e oculta História da nossa própria humanidade e do nosso mundo. Mas quem se dispõe a enxergar isso? Acima, você vê um misterioso painel rochoso situado na Colômbia, repleto de caracteres alfabéticos, além de um simbolismo inteiramente não-identificados!....


..... Vejamos no correspondente negativo. Lembram, em muito, os misteriosos sinais encontrados da distante Ilha de Páscoa, por sua vez situada a milhares de milhas distante em meio à vastidão do Oceano Pacífico!


E também na Colômbia, essa rocha ostenta a impressão de grandes mãos humanas (?) dotadas de seis dedos! A quem teriam pertencido?


E por falar nisso, não podemos olvidar o fato de que nosso planeta igualmente abrigou perdidas civilizações cujas lembranças permaneceram apenas nas lendas e nas mais antigas tradições, não deixando contudo de existir os inegáveis vestígios das suas presenças. Um dos nossos estimados visitantes de Portugal chamou a nossa atenção para um lugar em que esteve, Angola, onde existem os traços de uma antiga e bela rainha amazonas cujo nome teria sido Ginga (como em Angola é falada a Língua Portuguesa, talvez uma corruptela da palavra "gigante"), a qual inclusive teria deixado as marcas da sua enorme pegada (foto) gravada em uma rocha. Evidentemente tratava-se de uma mulher dotada de colossal estatura. E sobre QUAL civilização de gigantes teria ela reinado?


Aliás, foi exatamente em Angola que no Século XVI um viajante documentou a existência desse colossal monumento desconhecido (imagem acima), literalmente esculpido em toda uma montanha, a qual - ao que consta e por razões "muito compreensíveis" - teve que ser demolida para "dar lugar ao progresso".


Que civilizações teriam sido essas? Não sabemos.... Ainda. Porém, o fato é que seres estranhos desde as mais remotas eras estiveram mesmo presentes aqui na Terra. E o homem dito primitivo era, de fato, tão excelente e refinado artista, que de maneira magistral os retratava para a posteridade.


Há vestígios por todas as partes! Brasil, Estado do Acre, precisamente nas proximidades com as fronteiras do Peru e Bolívia. Aqui, em plena Amazônia Brasileira, foram recentemente descobertos inúmeros e imensos marcos artificiais espalhados pela paisagem numa vasta extensão - cerca de 250 quilômetros quadrados entre os rios Acre e Iquiri - os quais estiveram ocultos desde milênios sem conta pelas vastas florestas que só recentemente foram desbravadas e derrubadas para fins de servir às atividades de agropecuária...... (FOTO: gentilmente cedida pelo nosso estimado visitante Ivan Bourguignon, EUA)


...... São pelo menos UMA CENTENA desses curiosos sinais, os quais, não fugindo à regra dos outros intrigantes mistérios espalhados pelo mundo todo, FORAM ELABORADOS PARA SEREM DETECTADOS E DISCERNÍVEIS "DO ALTO" - assim como nos provam essas imagens tomadas por satélites!!! (FOTO: © DigitalGlobe/Google, gentilmente pesquisada e cedida pelo nosso estimado visitante Luciano Maioral)


E essas imagens tomadas por satélites provam que toda essa imensa área está, de fato, inteiramente tomada por esses padrões sempre absolutamente precisos e geométricos, não se tratando - portanto e de maneira alguma - de meras formações naturais ou coincidências! (FOTO: © DigitalGlobe/Google, gentilmente pesquisada e cedida pelo nosso estimado visitante Luciano Maioral)


Estonteantes padrões geométricos! São círculos, alguns com 200 metros de raio - ou seja, 400 metros de diâmetro; triângulos; quadrados; retângulos, alguns com cerca de 200 metros de lado; como também..... (FOTO: © DigitalGlobe/Google, gentilmente pesquisada e cedida pelo nosso estimado visitante Luciano Maioral)


...... ISSO, que parece ser o maior destaque dessa inusitada paisagem e que de pronto nos lembraria a imensa imagem de um estranho ser voltada para o espaço! Mas, para QUEM exatamente discerni-las, precisamente "do alto" e nos mais remotos tempos pré-históricos?...... (FOTO: © DigitalGlobe/Google, gentilmente pesquisada e cedida pelo nosso estimado visitante Luciano Maioral)


....... E o correspondente detalhe daquela imagem, colocado em negativo, torna-se, então, intensamente chocante, nítido e revelador: o curioso personagem retratado parece ostentar uma espécie de capacete, e a sua mão esquerda parece apontar para um determinado local. E só de pensar que tudo isso, feito por mãos e inteligências remotas e desconhecidas, esteve oculto pelas até então intocadas e impenetráveis florestas da Amazônia - e quem sabe por milhões de anos - um arrepio certamente percorrerá a espinha e forçosamente invadirá a alma daqueles mais lúcidos e racionais que, em meio a toda a degradação que permeia a nossa materialista, incrédula e decaída assim chamada "civilização", ainda têm os poucos olhos para ver e os ouvidos para ouvir. Por síntese, para entender aquela que se configura a maior de todas as verdades..... Não só a maior de todas as lições de humildade, como também a mais profunda de todas as mensagens: - Tudo, TUDO, então, se torna muito cristalino! O tempo, na medida em que o conhecemos, é essencialmente dinâmico. Todas as coisas são efêmeras. Em termos relativamente recentes, por exemplo, a prodigiosa Civilização Egípcia durou mais de 6 mil anos e dela, hoje, somente restam patéticas ruínas em meio ao sepulcral silêncio do deserto. O poderoso Império Romano assolou o mundo por durante 600 anos e acabou de forma lamentável. E agora, precisamente HOJE, nuvens escuras já não prenunciam a tempestade? NADA, absolutamente NADA, sabemos sobre períodos anteriores e obscuros da História do nosso planeta. Assim sendo, tudo nos prova que não somos absolutamente os primeiros a habitar esse mundo! Muito antes de nós, como também de todas as civilizações tradicionalmente conhecidas, prodigiosas culturas nasceram, amaram, viveram e morreram - algo que também poderá vir a acontecer conosco, uma vez que a mão do homem tem o poder de elevar ou de destruir; uma simples questão de escolha! E quer queiram ou não, pouco a pouco essa grande verdade emergirá das trevas nas quais esteve oculta por durante tanto e tanto tempo - esperando apenas e tão-somente que os tempos já se façam devidamente maduros, talvez urgentes e propícios. Já que há, de fato, uma grande lição a ser devidamente aprendida. Pois - quem sabe? - pode ser que talvez ainda nos reste algum tempo.....








O que Sabemos não é tudo que Existe - Parte 241 SIM; SIM! E POR QUE NÃO?



"Nos quartos em que andamos trancados, além das especiarias, há o vestígio de civilizações que sonhamos. O traçado e a arqueologia. 

Cabe a nós resgatá-las. Cabe a nós pô-las em prática, antes que as portas se fechem e abafem o clamor daquilo que entendemos por vida" (Miguel Falabella - Ator, Jornalista e Escritor)




Pleasanton, EUA, 13 de junho de 2007, 17:30 horas. Uma frota com nada menos que seis UFOS desfilava sem a menor cerimônia pelos céus da cidade!.....


..... E como que o ostensivamente desejando se mostrarem, os objetos oram pairavam, ora se movimentavam vagarosamente pelo céu! NADA, nada mesmo tão ostensivo quanto isso. E como então poderíamos interpretar esse inusitado desfile? Uma demonstração de força? Um desafio aberto à censura oficial, e logo nos céus mais bem vigiados do mundo, ainda mais no país considerado o mais poderoso de todos? Estariam, quem sabe, nos mostrando o caminho, isto é, o formato de naves que deveríamos construir, apropriadas para viajar pelo espaço e talvez pelo próprio TEMPO? Todas as considerações se tornam válidas. Estamos lidando com desconhecidas inteligências, logicamente situadas para muito além da nossa mais ousada percepção!


E diante de um grande número de testemunhas, algumas que os filmavam e fotografavam à vontade, pouco tempo depois os objetos subitamente partiram em estupenda velocidade rumo aos confins do céu! Como, então, poderíamos negar evidências tão claras quanto essas?


Não há mesmo como negar; e qualquer tentativa nesse sentido seria pura hipocrisia e má fé, além de não resistir a nenhum argumento. E talvez uma das mais sensacionais e reveladoras imagens de UFOs tenha sido essa, gravada em um vídeo amador na China, em 17 de agosto de 2006, também em plena luz do dia - o que não deixa margens a quaisquer dúvidas. Um enorme UFO desfilava vagarosamente nos céus da cidade, em plena zona urbana e igualmente diante dos olhos de dezenas de testemunhas. O objeto se aproxima do topo de um edifício residencial, movendo-se da direita para a esquerda.....


..... Em átimos de segundos, um frame do vídeo aliás dificílimo de captarmos, o que somente conseguimos através de dezenas de tentativas, subitamente suas fortes luzes circulares brilham.....


..... Quando a seguir, uma outra súbita e vertiginosa explosão de luz recobre totalmente o objeto......


.... E ele então se desmaterializa em pleno ar, deixando apenas o vazio no céu! Note-se que a qualidade do vídeo foi alterada durante esse processo, até mesmo tornando as imagens meio que distorcidas, talvez em face das vibrações causadas pelo fantástico e desconhecido processo de desmaterialização do UFO - o que mais uma vez prova a nossa teoria de que alguns deles manipulam não somente o ESPAÇO como também o próprio TEMPO e as DIMENSÕES!


O milenar território da China, por sinal, tem sido um ponto focal de atração dos UFOs. O da imagem acima - também muito recentemente - desfilava pelos céus de Taipei!


Quem quer que tripule essas máquinas misteriosas ignora solenemente, como também desafia, fronteiras ou barreiras, violando assim sem a menor cerimônia os espaços aéreos de todos os países do globo. Em meados de 2007, na Venezuela durante uma manifestação popular, um desses objetos surgiu no céu, sendo amplamente visualizado e fotografado, além de abertamente desafiar a presença de um helicóptero militar presente na área.....


..... E como nos diz a legenda colocada por pesquisadores daquele país, "Note-se a mudança de forma experimentada pelo objeto". É muito possível, pois, que o UFO estivesse em processo de materialização no céu - uma das mais notáveis características de algumas dessas misteriosas naves.


Los Angeles, EUA, também em 2007. O detalhe ampliado nos mostra um outro provável processo de materialização de um UFO! Utilizariam esses objetos dobras dimensionais ou, quem sabe, temporais - ou seria um muito avançado processo de camuflagem através da manipulação da luz? Tudo é mesmo possível!


Seja lá o que for, este nosso (e seria nosso mesmo?) pequeno planeta tem sido o alvo das mais estranhas demonstrações de que somos agudamente vigiados por inteligências não somente desconhecidas, como também infinitamente superiores às nossas! Os famosos Crop Circles, cada vez mais elaborados e dotados de um simbolismo estonteante e misterioso, continuam sem qualquer explicação a surgir no nosso mundo. E não se trata de um fenômeno meramente setorizado, muito embora a Inglaterra seja o país que apresenta o maior número dessas ocorrências. Inúmeros outros países igualmente recebem essas estranhas e sempre insistentes "mensagens" (se é que seriam mesmo isso), surgidas como que por encanto da noite para o dia! (FOTO: © Lucy Pringle)


A pergunta que inevitavelmente surge é: - QUEM exatamente os tripula; de ONDE precisamente vêm; e o QUÊ afinal de contas querem e tanto fazem por aqui? Evidentemente, são muitos os tipos de naves avistados e, conseqüentemente, reportados em todo o mundo, da mesma forma que forçosamente seriam muitos os tipos e as procedências dos seus desconhecidos e sempre furtivos tripulantes. Podemos, por enquanto, apenas especular: - alguns deles VIAJANTES DO TEMPO? Sim; e por que não? - Seres humanos altamente evoluídos, habitantes de outros mundos espalhados pelo incomensurável Universo? Igualmente sim; E por que não? - Estariam por aqui? SIM; e por que Não? ..... Este, aliás, é um espinhoso assunto para o qual todas as respostas invariavelmente se enquadram na temática do "SIM; E POR QUE NÃO?". Acima, você vê a intrigante foto de uma estranha mulher, dotada de uma beleza exótica e misteriosa, que subitamente surgiu em meio aos participantes de uma conferência sobre os UFOs realizada ao ar livre e levada a efeito há algumas décadas em Monte Palomar, nos EUA....


Evidentemente que a sua inusitada aparência, apesar dos contornos humanos, logo despertou a atenção dos presentes, tornando-a o centro das atenções. Estava presente, por sinal, uma equipe da extinta Revista brasileira de variedades, "O Cruzeiro", liderada pelo brilhante jornalista João Martins, não só um um entusiasta, como também pesquisador sério e escritor do assunto OVNI. Quem tinha uma câmara fotográfica logo tratou de enquadrar a estranha mulher, acima vista em uma outra imagem, a qual após assinar no livro de visitas do evento com o nome - logo posteriormente verificado como falso - de "Dolores Barrios", ao se sentir fotografada e objeto da curiosidade geral, escapou celeremente em direção a uma floresta próxima.... Da qual, aliás, todos os atônitos participantes daquele simpósio viram um objeto esférico altamente luminoso partir em estupenda velocidade na direção do azul infinito do céu!!!


A Terra parece ser um notável ponto de atração das mais estranhas criaturas. E tal como nos provam as mais chocantes evidências, algumas delas não tão humanas assim - e nem todas elas dotadas de boas intenções. Os horrendos casos de mutilações de animais, por exemplo, continuam ocorrendo. E nem mesmo os pequenos animais domésticos escapam! Na foto acima, um pobre cão foi totalmente "sugado" através dos pequenos orifícios também mostrados na imagem. (FOTO: gentilmente cedida pelo nosso estimado visitante Luis Esteves - Portugal)


E - vejam só - que mais bizarra explicação os céticos sempre de plantão arranjaram para esses estranhos casos de mutilações de animais que, diga-se de passagem, ocorrem expressivamente em todos os países da Terra: "os responsáveis por isso seriam esses pequenos animais muito semelhantes aos ratos"! Simplesmente hilariante, acaso não fosse o caráter trágico dessas ocorrências. Só podem mesmo estar brincando! Com certeza, se porventura acreditarmos nisso que, com a devida vênia, consideramos ser uma piada de mau gosto, teremos que forçosamente admitir que esse tal "predador" que arranjaram seria muito versado em técnicas cirúrgicas altamente sofisticadas e além de tudo complexas, as quais permitem drenar todos os órgãos e fluídos internos das suas vítimas através de reduzidos orifícios, simultaneamente empregando para tal fim avançadíssimos instrumentos ainda desconhecidos pela tecnologia médica do nosso planeta! (FOTO: gentilmente cedida pelo nosso estimado visitante Luis Esteves - Portugal)


E se não sabemos com exatidão nem mesmo aquilo que desde muitos milênios reside inexplorado sob os nossos próprios pés, quanto mais o que nos espreita na vastidão incomensurável e ainda desconhecida dos infinitos meandros do tempo, das dimensões e do espaço sideral! Acima, o cientistas chinês Geng Wei aponta para uma recente e sensacional descoberta arqueológica, verificada através das sondagens efetuadas por satélites e avançadas prospecções submarinas por sonar. Em junho de 2006, precisamente sob as águas do Lago Fluxian - situado ao Sudoeste da China na Província de Yunnan!....


..... Onde as impressionantes imagens mostravam a existência de vastos complexos arquitetônicos submersos, dentre os quais se destaca uma imensa pirâmide - tudo obra de uma desconhecida e extinta civilização, a qual existiu no nosso mais remoto passado! E não é somente isso: nada menos do que TRINTA outras pirâmides submersas foram detectadas, além de outros nove edifícios, segundo os cientistas chineses, dotados de padrões arquitetônicos muito semelhantes aos tradicionais padrões MAIAS - o que levou o perplexo Professor Li Kunsheng, diretor do Centro de Arqueologia e Pesquisas da Universidade de Yunnan, a tacitamente declarar que essas imponentes estruturas forçosamente apontam para uma avançada civilização!


A Ciência não explica, porém a existência de algumas raças extintas, originárias do passado remoto e além de tudo totalmente fora dos tradicionais padrões conhecidos, é uma forte evidência de que há algo de muito errado nos nossos convencionais tratados de Arqueologia, Paleontologia, Biologia e História. Certas múmias dotadas de características inusitadas e além de tudo muito bizarras não nos deixam mentir. Veja o exemplo acima com bastante atenção e tire as suas próprias conclusões.


O nosso pequeno Sistema Solar, apesar de irrelevante e modesto dentro do glorioso Esquema Cósmico, pode certamente nos revelar inúmeras surpresas à proporção em que avançam os progressos da exploração espacial e da tecnologia. Na foto, você vê uma das luas do planeta Saturno, precisamente Dione, a qual parece estar coberta por uma vasta camada de nuvens - fator que, certamente, deve significar a existência de uma atmosfera.


Algo que, por sua vez, também ocorre em Titan, uma outra lua de Saturno. Na foto, podemos até notar o azulado da sua camada atmosférica.....


.... Como também podemos constatar que essas outras imagens, tomadas sobre a sua intrigante superfície, nos revelariam aparentes cursos de extintos rios! Tudo, pois, nos prova que a vida é mesmo uma condição essencialmente matemática, espalhada, portanto, por todo o Universo. Assim sendo, não nos cabe raciocinar apenas em termos "terrestres", uma vez que civilizações muito mais antigas do que a nossa podem ter nascido, vivido e morrido - ou então se perpetuado através do Cosmo.


A Sonda Cassini recentemente enviou imagens de Iapetus, ou ainda Lapetus, também uma das luas do distante planeta Saturno, talvez a mais enigmática de todas. Trata-se de um corpo celeste bastante incomum, justamente pelo fato de apresentar em toda a sua extensão uma colossal muralha que o circunda, cujas inusitadas características levam a crer se tratar de um trabalho ARTIFICIAL - em outras palavras, algo colossal, elaborado por seres inteligentes!!!


Por outro lado, algumas imagens tomadas por sobre a estranha superfície de Iapetus igualmente sugerem a existência de inúmeras estruturas artificiais! E se, aparentemente, essa lua de Saturno não é (ou não pode ser habitada em termos humanos), QUEM exatamente teria feito isso? E com qual finalidade?


Vamos agora voltar à nossa Terra, precisamente na região da África do Sul, nas minas de Wonderstone, onde os trabalhadores encontraram encravado nas rochas um recipiente contendo cerca de 200 estranhas esferas metálicas artificiais, compostas através de um rara mistura de níquel e aço, uma composição, por sinal, jamais encontrada na Natureza. E a dureza e a altíssima resistência desse material era tanta que nem mesmo as potentes brocas de aço dos mineiros conseguiam seque de leve arranhá-las! Além disso, no interior de algumas delas, unicamente as que não eram sólidas, existia um composto esponjoso desconhecido, o qual literalmente se desfazia em contato com o ar. Curiosamente, severos testes levados a efeito no California Space Institute provaram que tais materiais excediam os limites de precisão adotados pelos mais avançados instrumentos daquela instituição! Em outras palavras, NÃO ERAM MESMO ARTEFATOS TERRESTRES!......


.... E diga-se de passagem que a idade desses extemporâneos objetos foi avaliada pelos cientistas entre 2.8 a 3 BILHÕES DE ANOS dentro do nosso distante passado, época em que teoricamente somente as algas marinhas existiam na face da Terra! E além de tudo, as enigmáticas esferas de Wonderstone apresentavam uma outra insólita propriedade - talvez a mais insólita de todas: elas foram artificialmente elaboradas sob GRAVIDADE ZERO, perfeitamente balanceadas, pelo que nem mesmo os técnicos e cientistas da NASA que as examinaram não souberam dar qualquer explicação. E mais: quando colocadas no interior de um recipiente, o vidro por exemplo, mesmo sem sofrerem quaisquer vibrações.... Elas inexplicável e misteriosamente parecem adquirir e reativar uma energia inerente, GIRANDO AO REDOR DOS SEUS PRÓPRIOS EIXOS - tal como se fossem corpos celestes!


E agora surpreenda-se com mais essas notáveis características dessas estonteantes e extremamente curiosas esferas, muito adequadamente classificadas pelo Professor Roelf Marx, Curador do Museu sul-africano de Klerksdorp, como "Um mistério total": acima você vê uma foto da enigmática lua de Saturno, Iapetus, tomada à distância pela sonda Cassini. Retorne, então, para a dupla de fotos anteriores e note que extraordinária, que maravilhosa semelhança - uma faixa circundante e uma espécie de cratera a na região direita! Aliás, NÃO É MESMO QUALQUER COINCIDÊNCIA: os atônitos cientistas constataram que essas esferas com quase 3 bilhões de anos de idade, comprovadamente artificiais e, portanto, obras de criaturas inteligentes, nada mais eram do que REPRESENTAÇÕES DA DISTANTE LUA DE SATURNO, IAPETUS, somente fotografada em 2005 pelas nossas sondas espaciais!!! Surgiram, então, muitas especulações: teriam sido elaboradas e trazidas ao nosso mundo por viajantes espaciais, sendo destinadas a, por exemplo, armazenar informações? Ou, quem sabe, vetores destinados a proceder observações em mundos distantes? Ou, então, esferas protetoras de modo a transportar materiais BIOLÓGICOS com a finalidade específica, através de um "programa extraterrestre" altamente avançado levado a efeito em tempos muito distantes, no sentido de SEMEAR A VIDA ATRAVÉS DA GALÁXIA? SIM; SIM - toda e qualquer especulação torna-se válida - ainda uma vez e muito merecidamente - TUDO cabendo, então, nessa muito simples e sutil resposta: - E POR QUE NÃO?







Total de visualizações de página

Página FaceBook