BARRA ANIMADA


Translate

SEJA BEM VINDO


BARRA 2


Mensagem


A Frequência Fotônica Pleiadiana e a Nova Era do Fóton


domingo, 2 de agosto de 2015

O que Sabemos não é tudo que Existe - Parte 224 ORION BELT!



"O conceito de astronautas descendo à Terra através da história, se fosse provado, revolucionaria os nossos pontos de vista sobre o passado, inspiraria o nosso presente e prometeria um futuro glorioso. 
A humanidade acordaria dum sonho para a realidade cósmica. Finalmente o homem descobriria seu verdadeiro eu e subiria regenerado até seus irmãos nas estrelas; a humanidade ascenderia a um plano mais alto, mais perto de Deus" (W. Raymond Drake - Deuses e Astronautas no Antigo Oriente)




Sim, em TUDO do nosso misterioso passado há um intenso simbolismo velado, tanto de natureza tecnológica quanto espiritual. Segundo os Ocultistas, precisamente nas antigas pirâmides existem não só prodigiosos pontos de interação entre forças cósmicas e terrestres, como também uma profunda mensagem dirigida à entidade humana: - lentamente se refinando, desde o chão (a matéria, a pedra bruta), e através de sucessivas reencarnações e experiências ascendendo da matéria até o Espírito, a alma humana evolui até a consecução do Ápice - o TOPO que sempre falta em uma pirâmide material! Em outras palavras, quando a involução está completa, começa a evolução, sempre através de formas mais puras, menos complexas, gradualmente se atenuando, se refinando até o Espírito Puro, o retorno ao Ponto de Partida - o Sublime Reino onde Deus e a Luz habitam eternamente! Especulações Esotéricas nesse sentido não estão completamente destituídas de uma certa relevância, uma vez que as evidências nos apontam sempre numa mesma direção: em tempos remotíssimos, seres altamente evoluídos estiveram no nosso pequeno planeta, tornando-se os iniciadores, ou mesmo (quem sabe?) os próprios ANCESTRAIS da espécie humana terrestre!


Algo de fantasioso nisso? De maneira alguma! Preste bastante atenção nesta recente notícia, apenas divulgada no início de 2007: Desde que começaram as pesquisas genéticas, algumas anomalias presentes no DNA humano foram consideradas como "DNA-Lixo". Trata-se de algumas seqüências não-codificadas, as quais constituem GRANDE PARTE DO DNA HUMANO. Um grupo de cientistas trabalhando no Projeto Genoma Humano, pesquisando detalhadamente essas estranhas seqüências (que por sinal representam 97 por cento do DNA humano), descobriu que são códigos genéticos de FORMAS DE VIDA EXTRATERRESTRES, advindas, portanto, DE FORA DO NOSSO PLANETA! Segundo ainda os cientistas - "Esses evidentes "genes-lixo extraterrestres" simplesmente "curtem o passeio" com os outros genes ativos, passando de geração a geração"! O cientista e Professor Sam Chang, líder desse grupo de pesquisas, corajosamente, como convém a um verdadeiro Cientista, declarou: - "Nossa hipótese é que uma forma de vida extraterrestre superior se ocupou de criar novas formas de vida e de plantá-las em vários planetas. A Terra é apenas um deles. Talvez, após programar-nos, nossos criadores se ocuparam de criar-nos como criamos bactérias em laboratórios. Nós não sabemos seus motivos, se era para ser um experimento científico, ou um jeito de preparar novos planetas para a colonização, ou se é um trabalho de longo prazo de semeação de vida no universo. Se nós pensarmos nisso em termos humanos, os supostos "programadores extraterrestres" provavelmente estavam trabalhando em "um grande código" consistente de vários projetos, e esses projetos devem ter produzido várias formas de vida para vários planetas. Eles também devem ter tentado várias soluções. Eles escreveram "o grande código", executaram-no, não gostaram de algumas funções, mudaram-no ou adicionaram novas funções, executaram-no novamente, fizeram melhorias, tentaram novamente e novamente. O que vemos em nosso DNA é um programa consistindo de duas versões, um código básico e um grande código. O primeiro fato é que o programa completo absolutamente não foi escrito na Terra, isto é um fato confirmado. O segundo fato é que os genes, por si sós, não são suficientes para explicar a evolução, deve haver algo mais "no jogo". Cedo ou tarde, nós teremos que enfrentar a inacreditável idéia de que toda a vida na Terra carrega códigos genéticos de nossos "primos extraterrestres" e que a evolução não se deu do jeito que pensávamos".


Sim, a Evolução jamais se deu do jeito que pensávamos! Procuremos, então, os evidentes elos comuns a tudo isso: pirâmides, o intrigante mistério que se espalha por quase toda a face da Terra, são estruturas colossais e além de tudo magníficas, e que, muito embora muitos se recusem a admitir, são mesmo marcos muito antigos - uma herança deixada no nosso planeta por uma avançadíssima civilização desconhecida que nos precedeu ou aqui se estabeleceu. E até mesmo onde menos se espera, como por exemplo na enorme altitude de Macchu Pichu, lá está uma delas. Onde poderíamos, então, buscar a chave para a resolução de tal estonteante enigma? (FOTO: © Alan Matthew)


Órion, constelação situada a Leste de Taurus no Equador Celeste, tem uma configuração oblonga na qual se ressaltam três estrelas alinhadas ao seu centro. Essas três estrelas representam em Astronomia o chamado "Orion Belt", ou o "Cinturão de Órion". Na Mitologia Grega, Órion era representada como uma guerreiro portando uma espada e essas três brilhantes estrelas representavam justamente o seu cinto, daí a denominação de "Cinturão de Órion". Esse alinhamento de estrelas guarda um profundo segredo relativo à História oculta da humanidade terrestre e principalmente das antigas civilizações que nos precederam:


E a chave desse segredo está precisamente no misterioso Egito, umas vez que o alinhamento das três grandes pirâmides, situadas no Planalto de Gizé, é EXATAMENTE O MESMO no qual se encontrava o das três brilhantes estrelas do Cinturão de Órion, há 10.500 anos atrás, possivelmente a época em que foram construídas. Mas, construídas exatamente POR QUEM?


E trata-se de um alinhamento que decididamente não se tratou de uma mera coincidência, e do qual, ao que tudo indica, IREMOS ENCONTRAR UMA ESPANTOSA RÉPLICA EXATAMENTE NO SOLO DO PLANETA MARTE! Pudera! Antigos manuscritos egípcios enigmaticamente já não revelavam mesmo que "O Egito é o Espelho do Céu"?


E até mesmo na longínqua China iremos encontrar o mesmo tipo de alinhamento exatamente na profusão de misteriosas pirâmides existentes na região proibida de Xyangyang! Não é mesmo chocante?


Verdadeiramente um "Espelho do Céu" - e quanto a isso não temos a menor dúvida! Por acaso você sabia acerca de um fato cientificamente provado que, DE NORTE A SUL, isto é em uma grande extensão do território do Egito, precisamente na região denominada Baixo Egito, as cerca de 50 pirâmides existentes, incluindo-se aí as três Grandes Pirâmides, bem como algumas ruínas de templos estrategicamente colocadas, estão igualmente alinhados de modo a representar com extrema precisão as principais estrelas de UM LADO da nossa galáxia, a VIA LÁCTEA - exatamente como se fosse UM MAPA ESTELAR postado aqui na Terra? Ou seja, a pirâmide de Abu-Riuwash, no extremo norte do Egito, representa SIRIUS. Ao centro, as três grandes Pirâmides representam ÓRION. Nas suas laterais alguns templos representam BETELGUESE e RIEGEL. Bem mais ao Sul, a pirâmide de Zaweiet-Al-Arian representa ALDEBARAN, e já precisamente na extremidade Sul, o "Templo do Sol" (não é mesmo surpreendente?), representa a exata posição do NOSSO SOL neste alinhamento! E logo abaixo dessa representação do Sol, também em perfeita disposição, as pirâmides de Abusir representam as PLÊIADES!


E ainda tem mais: as suntuosas pirâmides situadas em Saccara, a Oeste de Abusir, estão dispostas no mesmo alinhamento da CONSTELAÇÃO DE ANDRÔMEDA! Todo Egito é mesmo, pois, um muito preciso - e além de tudo espantoso - MAPA CELESTE!


Uma impressionante visão aérea do magnífico complexo de Saccara, nos dá uma idéia do mesmo alinhamento de pirâmides, espalhado em todo o Antigo Egito e que decididamente não foi efetuado por um mero acaso. Tudo isso apenas nos comprova duas coisas: 1) a civilização que elaborou, ou esteve por trás disso, era, SEM QUALQUER DÚVIDA, ALTAMENTE TECNOLÓGICA.....


2) E isso não é meramente uma ficção, mas, sim, uma realidade estritamente científica, provando assim que QUEM quer que tenha estado por trás disso (como efetivamente ESTEVE) muito evidentemente VEIO DE FORA DO NOSSO PLANETA E, PORTANTO, CONHECIA COM EXTREMA PRECISÃO A SITUAÇÃO DA NOSSA TERRA NO ESPAÇO SIDERAL! Na foto, a nossa Via Láctea em uma imagem lateral planificada pela NASA.


Há nuances verdadeiramente estranhas, porém bastante reveladoras por trás de tudo. O "Livro dos Mortos" do Antigo Egito, por exemplo, tem certas passagens que nos devem dar o que pensar. Uma delas explicitamente se refere à Via Láctea (grifos nossos) : - "A Via Láctea não me rejeitará, os rebeldes não terão forças contra mim, não retornarei dos seus PORTAIS, as portas não se fecharão para mim.... Conheço os PORTAIS do céu.... As portas do céu estão abertas para mim, as portas da Terra estão abertas para mim...." Muito estranho mesmo, principalmente quando o texto se refere a certos PORTAIS DO CÉU. Poderíamos até especular que esses pontos que emulam conjunções estelares aqui na Terra seriam, ou teriam sido, verdadeiramente PORTAIS - ou, se preferirmos, "Stargates", pontos interdimensionais bem delimitados onde as naves alienígenas pousavam, ou se manifestavam, no nosso mundo trazendo consigo os "deuses"?


Quem sabe? Todavia, ainda tem mais; MUITAS COISAS INSÓLITAS MAIS! Essa é uma foto tomada por satélite do Planalto de Gizé na qual sobressaem as três portentosas pirâmides, oficialmente denominadas Queóps, Quéfren e Miquerinos, uma vez que a Arqueologia ortodoxa atribui a esses soberanos as suas construções. Na verdade, as espantosas evidências nos mostram que elas são muito mais antigas, tão antigas quanto a noite dos tempos! Mesmo hoje em dia, a nossa moderna Engenharia, dotada das mais sofisticados equipamentos, não seria capaz de reproduzir façanhas semelhantes, erguendo milhões de blocos de pedra a essas imensas altitudes. Tudo indica que elas foram construídas há mais de 10 mil anos quando a antiga civilização egípcia conhecida sequer sonhava em existir, mediante tecnologias desconhecidas e - tal como uma forma de datação - rigorosamente obedecendo ao alinhamento presente nas três estrelas da distante Constelação de Órion!


Em contrapartida, o intrigante Planalto de Gizé apresenta também aos olhos mais atentos inúmeras outras espantosas surpresas. A foto do satélite nos mostra, ao alto, um curioso monumento que lembra uma flor de lótus.....


.... Porém, se o olharmos por um outro ângulo iremos nos deparar com um estranho perfil claramente esculpido na sua estrutura!


Contudo, não é só isso: pesquisadores italianos detalhadamente vasculhando e ampliando as imagens por satélite, encontraram surpresas muito mais espantosas e intrigantes presentes nos relevos de Gizé..... Surpresas que foram feitas única e exclusivamente para serem DETECTADAS DO ALTO!.....


...... Como, por exemplo, ISTO: a nítida imagem de uma entidade alienígena (negativo à direita)!!!


E honestamente não se pode dizer que esses sejam trabalhos meramente erosivos, pois as "mãos" (e sobretudo a volição) de seres inteligentes por trás de tudo isso são fatores inquestionáveis!


E não há mesmo como se negar coisas tão fantásticas e evidentes quanto essas! Rostos solenes e muito estranhos fitando o espaço sideral.


Todavia, certamente será ESTA a mais espantosa revelação de todas: o relevo da paisagem de Gizé nos mostra, através de uma espantosa técnica de "imagens dentro de imagens", uma bizarra figura no interior da qual existem muitas outras! Parece como uma espécie de Raios-X dotado de uma sensacional e além de tudo desconhecida simbologia; uma simbologia misteriosa e vinda sabe-se lá de onde, e ainda totalmente distante da nossa frágil compreensão!


Simbologia é simbologia, ou seja, a arte de exprimir (principalmente por imagens) tudo aquilo que mil palavras não seriam capazes de exprimir. Na parte inferior da imagem anterior, iremos encontrar algo que parece a estilização de um PARTO, já que todo o conjunto parece nos mostrar o interior de um corpo feminino, claramente alienígena, no qual podemos distinguir sua coluna vertebral, bacia e..... Útero!


Aliás, A MESMA técnica altamente simbólica que iremos encontrar nos insólitos monumentos marcianos! No Rosto de Cydonia, por exemplo, fotografias examinadas mediante exames espectrais dotados de altíssima amplitude e resolução nos evidenciam a existência de estranhas figuras gravadas na sua estrutura!


Nada demais nisso, uma vez que ainda aqui mesmo na Terra em tempos remotíssimos "alguém" igualmente utilizou essa mesma fantástica tecnologia para estampar, não somente no Egito, mas também em outros monumentos espalhados pelo planeta, as suas estranhas mensagens. Recordemos, por exemplo, Missouri Mound, no território dos EUA, onde a mesma técnica de resolução fotográfica espectral nos mostra um curioso "recheio" estampado naquele milenar monumento...,.


..... Como também será sempre oportuno relembrar que essa mesma fantástica tecnologia igualmente permitiu inserir curiosas imagens nos interiores dos intrigantes e além de tudo misteriosos Crânios de Cristal, encontrados em profusão em meio às ruínas das antigas civilizações meso-americanas! O da direita, por exemplo, tem até mesmo a imagem de um tradicional "Disco Voador" estampado na parte inferior do seu interior!


E, em última análise, qual seria mesmo a diferença existente entre as muitas pirâmides da Terra e aquelas (igualmente inúmeras) postadas no solo de Marte, assim como, por exemplo, esta aí da foto? Se você respondeu: - NENHUMA, parabéns porque acertou em cheio: NÃO HÁ MESMO DIFERENÇA ALGUMA!


Em síntese, 97 por cento do DNA humano carregados de seqüências alienígenas, tudo assim finalmente provando que a Teoria da Evolução é mesmo uma grosseira falácia. Portanto, não descendemos de primatas! Bem ao contrário disso, a nossa maravilhosa origem está contida nas estrelas distantes, das quais um dia viemos e para as quais um dia qualquer voltaremos a partir. É a Lei: Tudo aquilo que foi será novamente. O futuro está desde sempre contido no passado, e o passado desde muito está escrito nas estrelas!


Pois é, e quanto a isso não existem meios-termos! Este é o nosso velho conhecido, o Dr. Zahi Hawass, Diretor do Supremo Conselho de Antigüidades do Governo do Egito, considerado uma das maiores autoridades daquele país em Arqueologia e História Egípcias. Apesar do seu vasto conhecimento e da sua grande competência, o Dr. Hawass nega (e renega) a probabilidade de uma influência alienígena ou mesmo externa (como por exemplo a da Atlântida) na edificação e no desenvolvimento da Antiga Civilização Egípcia, preferindo, ao invés disso, acreditar que as pirâmides "foram construídas mediante o trabalho braçal dos seus ancestrais"; que a chamada Maldição dos Faraós não existe, sendo puramente uma bobagem (muito embora ele mesmo e alguns dos seus auxiliares tenham sido recentemente intoxicados por um misterioso pó avermelhado quando abriam uma tumba hermeticamente fechada desde milênios); e assim por diante. Certa vez, lembremos, em declaração ao History Channel, Hawass com o seu inglês carregado de sotaque e o tradicional sorriso de descrença nos lábios, afirmou que os - "Crocodilos das maldições somente devorariam aqueles que acreditam em Civilizações Perdidas". Dessa forma, ele rejeita com veemência os pensamentos dos pesquisadores e dos estudiosos de vanguarda, os quais classifica como "Os Adeptos da Nova Era", preferindo assim ater-se aos velhos padrões tradicionalmente estabelecidos e impostos aos nossos estudantes. E já que as evidências atestam que a "Maldição das Tumbas" de certa forma existe mesmo - somente implacavelmente atingindo aqueles que a desafiam - como também cada vez mais se comprova a existência das Civilizações Perdidas, pelo sim, pelo não, e diante de tudo aquilo não somente maravilhoso como também muito inusitado e espantoso que está sendo - justamente pelos assim chamados "Adeptos da Nova Era" - recentemente descoberto, recomendamos ao Dr. Hawass que nunca se aproxime das águas do Nilo - porquanto, desde os velhos tempos e até hoje, sempre infestadas dos mais vorazes e traiçoeiros crocodilos. (FOTO: National Geographic)

"Os cientistas não levam a sério a si mesmos, nem são levados a sério pelas pessoas a quem tentam impressionar. Tão rápida é avalanche de novos conhecimentos, que todo mundo sabe que aquilo que um cientista jura ser verdade hoje ele próprio desdenhará amanhã...."
(W. Raymond Drake - Deuses e Astronautas no Antigo Oriente)







O que Sabemos não é tudo que Existe - Parte 223 O SORRISO DE MONALISA



"Alguns lugares não eram tão bons, mas talvez não fôssemos nós mesmos tão bons quando lá vivemos" (Ernest Hemingway) "Nunca pronuncie essas palavras: 

"Não conheço isso, portanto é falso". Deve-se estudar para saber; saber para entender; entender para julgar" (Apothegim de Narada)






A Monalisa, obra do genial artista renascentista Leonardo da Vinci, um dos maiores gênios que a humanidade conheceu, até hoje intriga os pesquisadores. Ninguém sabe se, de fato, alguém serviu como modelo para essa soberba obra de arte. Sabe-se, contudo, que Leonardo era um alto Iniciado, um Elevado Mestre, um homem que, tendo acesso a certos conhecimentos secretos e essencialmente herméticos, verdadeiramente sabia de coisas que estavam situadas para muito além do seu tempo. Notável cientista, ele projetou no Século VXI artefatos de uso prático e militar que somente muitos séculos depois seriam (re)descobertos. Eram os tempos negros da famigerada Inquisição Católica e justamente por isso, Leonardo velava grandes verdades sob a forma de metáforas, tanto nos seus apontamentos denominados "Cadernos" quanto nas próprias obras artísticas que produzia - como, por exemplo, foi o caso da Santa Ceia, na qual retratou Maria Madalena (a esposa de Jesus) ao seu lado direito na mesa e disfarçada sob a forma do Apóstolo João.....


..... O ambíguo sorriso da Monalisa tem sido objeto de estudos por parte de especialistas que não conseguem identificar o seu significado, o que exatamente Leonardo queira transmitir, já que o seu lábio tem uma disposição meio que debochada (e irônico) de um lado, ao passo que solenemente sério de outro. Curiosamente, Leonardo jamais entregou essa pintura a ninguém, levando-a sempre consigo (e muito bem guardada) por durante muitos anos. Como sempre acontece, todos enxergam o mosquito e jamais vêem o elefante. Contudo, não é o sorriso que mais chama a atenção, mas, sim, algo bem mais sutil: será que você notou que a Monalisa TEM APENAS QUATRO DEDOS EM CADA MÃO, E ALÉM DE TUDO MUITO PONTIAGUDOS? Pois é! Leonardo, que era anatomista e portanto jamais cometeria um erro desses a não ser propositadamente, era mesmo muito sutil mostrando verdades muito estranhas bem diante dos olhos de todos, mas que - como aliás sempre acontece - a maioria desses olhos "cegos" não é capaz de enxergar. E é, então, sob a égide desse maroto e muito intrigante sorriso, que iremos começar esta nossa página:


As pirâmides não são absolutamente uma exclusividade do planeta Terra. Muito embora (mas só oficialmente) se recuse a admitir que são estruturas artificiais elaboradas por seres inteligentes, a NASA tem explorado com muita curiosidade e acentuado interesse algumas delas - muito mais antigas e espalhadas pelo nosso próprio Sistema Solar, como é justamente o caso daquelas existentes no solo do planeta Marte! Na foto, uma prospecção muito detalhada da NASA em Elysium, efetuada pela Mariner 9 nessa região marciana repleta de pirâmides!


Como também na região marciana de Cydonia, além do seu famoso e colossal rosto de pedra, iremos encontrar uma intrigante face leonina ao lado de uma outra grande concentração de pirâmides.


Eis uma ampliação do local. Como se pode negar tantas evidências, principalmente quando se tornam tão gritantes quanto essas?


E essa outra imagem planificada pela própria NASA não mais deixa margens a quaisquer dúvidas! Além das nítidas pirâmides, ao fundo vemos os inegáveis contornos do Rosto de Cydonia.


E uma outra ampliação daquela área nos mostra um verdadeiro vale de pirâmides! Já muito desgastadas pela ação dos milênios, uma coisa, porém, é certa: isso jamais poderia se tratar de meras formações naturais!


Os vestígios calcificados de uma outrora abundante vegetação marciana são evidências que igualmente (e de maneira alguma) não podem deixar de ser relevados. Essa eletrizante imagem nos mostra uma espécie de edificação circular rodeada pelos restos de antigas florestas!


E a água, fonte maravilhosa de toda a vida, está também presente em Marte não somente sob a forma de gelo, como também em ESTADO LÍQUIDO, assim como sugere essa outra recente imagem tomada sobre o Hemisfério Sul do planeta. - "Já tínhamos provas de que há milhões de anos havia água em Marte. Agora encontramos provas da presença de água líquida na atualidade, pode ser água salina, água que contenha uma grande quantidade de sedimentos, água ácida, não sabemos, mas é definitivamente água, H2O", afirmou o especialista Kennet Edgett durante uma entrevista coletiva realizada em 2006 na sede da NASA. Aliás, foi a partir do ano de 2004 que os cientistas chegaram à conclusão de que havia água líquida em Marte, isso logo após o módulo explorador da Nasa Opportunity ter encontrado provas de que "houve algo úmido" que molhara as rochas do planeta há milhões de anos.


Tudo, assim, indica que Marte fora habitado e que a estrutura piramidal foi "exportada" de alguma forma para o nosso planeta, demarcando assim a visita de antigos astronautas ou mesmo a colonização da Terra em tempos remotíssimos, levada a efeito por seres alienígenas muito avançados.


E assim como as evidências nos mostram, não devemos relevar o fato de que essa raça cujas imagens igualmente se espalham através da superfície marciana, a qual em tempos esquecidos certamente esteve presente na outrora verdejante superfície de Marte, guardava uma extraordinária semelhança com o ser humano terrestre. Era, portanto, uma raça alienígena dotada de tipologia humana e não humanóide!


- Quem somos, de onde viemos e para onde vamos? Eis a dúvida que sempre consumiu os espíritos mais lúcidos. Porém, às vezes, o que tanto procuramos está bem ao nosso lado sem que nos apercebamos disso. Há, de fato, uma História nebulosa e não contada do nosso pequeno planeta. E essa História oculta da humanidade certamente está bem ao alcance de todos, porém muitos se recusam a ver e poucos se dispõem a tentar resgatá-la do seu profundo silêncio. No Museu Britânico, por exemplo, está guardado este estranho e antiqüíssimo pergaminho, encontrado no ano de 1910 por Sir Auren Stein em um esconderijo secreto situado em uma caverna de Dunhuang, China. Está elaborado em uma linguagem totalmente desconhecida.


Alguns exóticos monumentos espalhados pela superfície da Terra igualmente denotam o emprego de uma fantástica tecnologia que no passado mais remoto permitia esculpir montanhas inteiras, e sob as mais variadas formas - notadamente estranhos rostos que fitam a eternidade. Na foto acima, vemos um deles situado em Piera, próxima do Monte Olimpo, Grécia.


E como acontece com todos os demais , não há como se negar a extrema perfeição dos detalhes: olho, nariz, boca e o prolongamento do corpo!


Recentes fotos tomadas pelo satélite da ESA (Agência Espacial Européia) nos mostram uma outra inusitada surpresa na região da Mesopotâmia, bem próxima do conturbado território do Iraque: um enorme rosto, estampado no solo de uma área desértica, fita o espaço exterior!


Outra imagem, tomada em maior aproximação das lentes do satélite, também não deixa margens a quaisquer dúvidas: é mesmo um sinal deliberadamente voltado para o céu, logicamente elaborado em tempos muito esquecidos por seres altamente evoluídos e dotados de uma fantástica tecnologia, ainda hoje impossível de ser superada. E ainda outra vez, uma "coincidência" de estilos que forçosamente nos remete ao planeta Marte!


Massachutess, EUA. Alguém visualizando as imagens por satélite do excelente Google Earth resumiu o seu espanto com o seguinte comentário que chegou a lançar na tela: - " Parece com um gigante em gestação"..... (FOTO: © Google)


..... Como de fato, rotacionando-se o detalhe constatamos que o membro da Comunidade de Massachutess que afirmou isso estava mesmo coberto de razão! O estranho relevo submerso deste local faz até mesmo o papel do "Saco Amniótico" no qual os fetos são acondicionados no útero da mãe, provendo-os assim de um ambiente "aquático" e vivificante até o momento do nascimento!


Coisas estranhas, coisas estranhas! Montanhas Tassili, local onde existem em profusão milenares imagens bastante nítidas e expressivas de UFOS e antigos astronautas. Em 1959 foi encontrada em uma caverna pelo antropólogo Henry Lhote essa outra milenar pintura que nos mostra estranhas criaturas usando ornamentos de cabeça semelhantes aos que mais tarde seriam utilizados no Antigo Egito. A estilização do pássaro certamente diz respeito a seres que podiam voar!


Primeiramente na Atlântida, depois no Egito, uma das suas colônias, e posteriormente para outros diversos continentes, uma misteriosa raça também colonizou todo o planeta, com as tradicionais pirâmides e os seus protentosos monumentos, praticamente se tornando os iniciadores - ou quem sabe os precursores - da humanidade terrestre. E as provas quanto a isso estão inegavelmente presentes em todos os lugares.


Essa curiosa estatueta é denominada de "Lady Elche". Não se sabe o exato local onde foi encontrada, porém os estudiosos acreditam que tenha uma procedência (ou então uma ligação qualquer) com a civilização da perdida Atlântida. O seu adorno de cabeça, estranhamente semelhante aos usados em certas épocas pelas índias solteiras da tribo Hopi, nos EUA, bem como o símbolo solar situado na sua base, são considerados como sendo simbologias tipicamente atlantes. Não esqueçamos que a Antiga Tradição tacitamente nos relata que TODO o resplandecente Universo de Deus é habitado e que os primeiros chefes da Atlântida NÃO ERAM TERRESTRES! Tudo isso, aliás, já era conhecido há séculos mediante um conhecimento hermético somente reservado aos mais altos Iniciados. E, portanto, a Monalisa do Mestre Da Vinci tinha mesmo muita razão ao enigmaticamente sorrir da ignorância humana através dos tempos. Tudo, então, desde sempre, está mesmo muito claramente diante dos olhos, mas quem se dispõe a enxergar?


Não restam mais dúvidas que em tempos muito remotos e ainda não devidamente mensurados, Marte teve os seus mares, rios, florestas, vegetação, uma rica atmosfera .... E muito possivelmente fora habitado por uma avançada civilização, seres MUITO semelhantes à espécie humana! Um cataclismo violento, quem sabe uma guerra nuclear, causou a ruína total do planeta, drenando a sua atmosfera, secando rios e mares, destruindo a sua vegetação e aniquilando cidades. Essa portentosa civilização, da qual muitos vestígios ainda podem ser visíveis no seu hoje árido e desolado solo avermelhado, foi exterminada. Mas, ao que tudo indica, não totalmente; é muito possível que antes dessa tragédia alguns sobreviventes tenham emigrado para um outro planeta mais próximo e dotado das mesmas propícias condições para abrigá-los. Isso deve ter causado um trauma indescritível para aquela raça, uma dor profunda ao pressentir talvez milhares de anos de civilização e cultura prestes a se extinguirem por completo. Algo que, aliás, não está muito longe de acontecer conosco! Antes disso porém, pode ser que talvez alguns dos seus sábios tenham deixado marcas desses trágicos eventos, tal como uma espécie de dolorida lembrança da iminente perda do seu evoluído mundo. E assim como acontece com o intrigante sorriso da Monalisa e os seus quatro dedos em cada mão, será que você, Prezado Visitante, por acaso já notou que existe UMA LÁGRIMA descendo sobre a triste fisionomia do rosto de Cydonia?







Total de visualizações de página

Página FaceBook