BARRA ANIMADA


Translate

SEJA BEM VINDO


BARRA 2


Mensagem


A Frequência Fotônica Pleiadiana e a Nova Era do Fóton


sexta-feira, 19 de junho de 2015

Crop Circles – Círculos nas plantações: As Mensagens dos Seres das Estrelas


Crop Circles (Círculo nas Colheitas ou Círculos Ingleses) 

Eu tenho pesquisado o fenômeno Crop Circles (Círculo nas Colheitas ou Círculos Ingleses) desde que eu vi meu primeiro círculo em 1976. Eu tinha feito uma “vigília noturna” tentando observar OVNIs na colina Clay em Warminster. 

De repente Três círculos/esferas de luzes coloridas separadas por aproximadamente seis pés (2 metros) de diâmetro ficaram circulando sobre nós durante umas três horas no topo da colina, fundindo-se às vezes em um único globo e se separando novamente bem sobre nossas cabeças… Círculos nas Plantações na Inglaterra (CROP CIRCLES)


“Ao entardecer, dizeis: haverá bom tempo porque o céu está rubro. E pela manhã: hoje haverá tempestade porque o céu esta vermelho-escuro. Hipócritas ! Sabeis, portanto discernir os aspectos do céu e não podeis reconhecer  OS SINAIS DOS TEMPOS?”  Mateus 16: 2 e 3
David Kingston, Tradução de Gelson Rocha, E-mail: david.kingston @ virgin.ne - WebMaster
… De repente, uma das esferas desceu uns trinta pés (cerca de 10 metros) e voou em um campo plantado com trigo abaixo da colina. Quando amanheceu notei um círculo (Crop Circle) aplainado no campo de trigo. Em minha inspeção observei que não havia nenhum talo quebrado no círculo há pouco perfeitamente aplainado de uns trinta pés de diâmetro.

Acima: Este Crop Circle em MILK HILL é sobre o eclipse solar de 1º de agosto de 2008 e um eclipse lunar de 16 de agosto do mesmo ano 
Em tempo: … eu acabara de tomar conhecimento dos famosos “Tully UFO Nests” que apareceram em 1966 na Austrália, mas não tinha ouvido falar de nada de natureza semelhante neste país. Lá, no entanto, parece haver um lapso de não aparecimento de qualquer círculo na colheita nos últimos anos. Apesar de minha procura e pedido de qualquer informação sobre eles até 1980, nada descobri. Em minha pesquisa sobre os círculos durante este período eu descobri uma menção deles na literatura francesa antiga (por volta de 800 d.C.).
O Bispo de Lyon daquela época havia escrito sobre algo semelhante para um padre de fora que estava assumindo uma paróquia de Lyon. O conteúdo do manuscrito era basicamente advertir ao novo padre que estava havendo uma “adoração do diabo” pelos paroquianos locais e que ELES ESTAVAM colecionando sementes de “círculos que foram aplainados por luzes” e os usando para rituais de fertilidade. 

Dança de bolas/esferas de luzes fotografadas sobre um Crop Circle em Westwoods, na Inglaterra, de dia em agosto de 2008. 
Com minhas investigações no enigma dos OVNIs desde 1950, eu sentia, e ainda sinto, que há um vínculo entre estes fenômenos. Em 1988 eu comecei minha própria equipe de pesquisa chamada Investigações dos Fenômenos da Colheita (Crop Phenomena Investigations). Desde aquele período eu tenho trabalhado com vários institutos, inclusive com o famoso Dr. William, do laboratório de Levengood, na América do Norte. Ele é um biofísico e com sua equipe levou a cabo diversas pesquisas em amostras que ele recebeu de várias partes do mundo, que foram tirados de formações nos “Círculos de Colheita”, incluindo os de nosso país. Ele teve suas pesquisas publicadas em várias revistas científicas ao redor do mundo.
O que nós realmente sabemos a respeito das formações dos CROP CIRCLES?
Fato -> sabemos pela pesquisa científica em que eu estou envolvido que eles são formados (as genuínas formações) por uma energia capaz de alterar uma estrutura molecular da planta sem danificá-la. Além disso, também é Capaz de alterar sua taxa de crescimento e o seu padrão.
Fato -> a Energia Envolvida parece ser benigna e até onde sei não é usada neste planeta.
Fato -> algumas formações irradiam uma onda de cerca de 5,7 Hz no espectro eletromagnético.
Fato -> os círculos nas plantações ocorrem paralelamente ao avistamento de OVNIs.
Fato -> mesmo após a colheita, a forma dos círculos tem permanecido na terra durante pelo menos seis meses em alguns casos. Isto não pode ser conseguido por “formações na colheita” feitas por humanos.
Fato -> em algumas das formações, a agulha das bússolas giram freneticamente denotando uma anomalia magnética presente.
Fato -> a Plantação fora da formação circular não exibe  as mesmas características encontradas dentro do círculo.
Fato -> não há nenhum nível de consistência. Em algumas formações temos o fator som, as anomalias magnéticas e impressões no solo, mas isto não quer dizer que iremos encontrar as mesmas características em outra formação. Ainda assim, pode-se demostrar que os novos círculos fazem parte de uma formação genuína.
Fato -> se nenhum ser humano entrar na formação, a  plantação continuará crescendo normalmente e o fazendeiro não vai perder qualquer grão. 

 Acima: A Geometria Sagrada, o Cubo de Metatron em um Crop Circle de Sugar Hill, em agosto de 2007
Assim, o que nós temos? Lindos Padrões Geométricos Circulares nos campos de plantações de cereais que desafiam as nossas leis de lógica, da física e os nossos argumentos racionais. Mas eles continuam aparecendo pelo mundo afora! E parecem, cada vez mais acentuadamente, ter um profundo efeito espiritual em todos os visitantes ou pesquisadores. Talvez, se nada mais houver, esta seja a razão principal da sua existência.
Como no cenário dos OVNIs, talvez exista um encobrimento com o fenômeno das formações dos círculos nas colheitas, eles são um mistério que um dia a  humanidade irá desvendar. A verdade está lá fora e vocês sabem onde Devem olhar! 
Mais algumas fotos e fatos sobre Crop Circles:

The 2002 Chilbolton Crop Circle Face de um ET  e Mensagem dentro do Disco apareceu em plantação de trigo on August 15, 2002 Crabwood, Hampshire UK
O Crop Circle de 2002 em Chilbolton apresenta uma mensagem DE ALERTA PARA O TIPO DE Extra Terrestre GREY em código binário inserido no Disco. Apareceu em Plantação de trigo em 15 de agosto de 2002 em Crabwood, Hampshire, Reino Unido. O disco inserido no crop circle têm uma mensagem em código binário, a mensagem foi decodificada exatamente como aparece aqui:
Cuidado com os portadores de Dons falsos e as suas Promessas não cumpridas. Muita DOR mas ainda há tempo. Existe BONDADE LÁ FORA. Nós nos opomos ao engano ENCERRAMENTO DO Conduto. (BELL SOUND/Som de sinos)

{n.t. É uma clara alusão de Contatos (principalmente dos Estados Unidos) com que Governos de alguns Países vem mantendo com ETs, e recebendo Tecnologia dos mesmos AO FAZEREM ACORDOS COM OS ALIENÍGENAS, com intenções  invariavelmente nefastas para a humanidade, tanto dos ETs assim como dos governos que recebem a tecnologia.}

OS CÍRCULOS (CROP CIRCLES) INGLESES: 
Breve Histórico:
O mundo começou a Tomar conhecimento dos “círculos ingleses” a partir da década de 80, apesar destes círculos estarem aparecendo há séculos. Os famosos “círculos ingleses”, os Quais são chamados de círculos por força do hábito, tem Sido Arquivados Desde o século XVI. Por que levamos tanto tempo para validá-los?

Detalhes dos padrões e formas do Crop Circle de Silbury Hill em 2004.
Considerados verdadeiras obras de arte por estudiosos e especialistas, estima-se que cerca de 10 mil destas enigmáticas figuras já foram descobertas em todo o mundo, sobretudo no Sudoeste da Inglaterra (próximo à região onde se localiza Stonehenge), onde uma Percentagem de incidência destas figuras chega a 98% dos círculos já encontrados. Os outros 2% foram encontrados na Austrália, Estados Unidos, França e Canadá (n.T. E a partir de 2008 e mais recentemente no Brasil, em Santa Catarina e Rio Grande do Sul.
Os círculos ingleses são na verdade um emaranhado de formas geométricas de diversos tamanhos dispostas de maneira organizada. Em alguns casos extremos, círculos compostos por mais de 200 figuras geométricas perfeitamente dispostas, numa extensão que vai além de 300 metros de comprimento, já foram encontrados sem que os os estudiosos – incluindo o governo britânico – Tivessem a menor idéia de como foram feitos.

Este desenho ACIMA à esquerda é muito interessante, pois mostra a posição dos planetas no sistema solar no dia do final do 13º Baktun do Calendário Maia, em 23 de dezembro de 2012. Um alerta para uma nova era que se inicia para uma parcela da humanidade a partir desta data.
Os desenhos parecem ser específicos para cada ano, quase como capítulos num livro. Em 1994, houve uma proliferação do que se convencionou chamar de “insectogramas”, com figuras na forma de escorpiões, aranhas, teias de aranhas e outros insetos. Em 1995, os Padrões pareciam sugerir sistemas solares, cinturões de Asteróides e outras figuras planetárias. Em 1993, houve uma incidência de Padrões geométricos.
Nestes círculos, ou em sua proximidade, nunca foram encontrados traços QUAISQUER ou pistas que indicassem como foram feitos ou por quem. Não há pegadas de pessoas, ou marcas de pneus de veículos, nem sinal de que as plantas em seu interior tenham Sido Manipuladas por humanos. Simplesmente, os círculos surgem do nada, portando uma mensagem inexplicável e desafiando nossa inteligência e tecnologia.
 Dois símbolos antigos da Geometria Sagrada e da espiritualidade humana e a ordem da posição dos Chakras em nosso corpo.
Como Fraudes
Estima-se que cerca de 30% dos círculos  encontrados sejam falsos. Diversos motivos levam as pessoas um forjarem as figuras, entre elas estão a vontade de aparecer e ser notícia e principalmente a tentativa de desmoralizar os estudiosos do fenômeno.  Há também Aqueles grupos de pessoas que disputam entre si para ver quem faz o desenho mais bonito e mais próximo da realidade e Para demonstrar suas habilidades artísticas.
O caso mais clássico de forjadores aconteceu há alguns anos. Dois velhinhos aposentados de Preston Highs Chamados Doug e Dave procuraram a imprensa britânica e reclamaram para si a autoria de alguns círculos descobertos na área de Alton Barnes. Sua estória correu o mundo e muitos deram como encerrado o caso dos círculos ingleses porém, quando diante dos jornalistas, os velhinhos mal conseguiram  desenhar tais figuras, resultando em formas mal acabadas, sem qualquer precisão e com poucos metros de diâmetro.
Os estudiosos mais Experientes dizem que os círculos forjados são mais facilmente identificados pois são realizados de forma irregular, sem a simetria ou a perfeição geométrica dos círculos verdadeiros e ainda ficam repletos de vestígios de quem os fez e de como foram forjados.
As Pesquisas Continuam …
Nem mesmo os estudiosos que acompanham os aparecimentos desde o começo da década de 80 se atrevem em esboçar alguma explicação para o fenômeno. Nos meses de pico, que se estendem por entre os meses de maio a setembro (sempre à época em que as plantações estão próximas da colheita), milhares de estudiosos de todo o globo se reúnem no Sudoeste da Inglaterra atrás de novas figuras, que às vezes chegam a aparecer quase que diariamente.
É importante frisar que nenhum vestígio material de como são feitos foi encontrado em qualquer círculo validado, a não ser uma certa forma de energia desconhecida ou não catalogada (desconhecida) pela ciência atual. Esta forma de energia Produz uma mudança em um nível genético nas plantas afetadas pelo fenômeno, o qual faz com que suas sementes também sejam afetadas .
O Efeito Nas Plantas e No Solo
Os “círculos” só aparecem nas Plantações de trigo, canola e cevada. Os caules destas plantas, que normalmente quando entortados se quebram, nas áreas onde o fenômeno ocorre, chegam a ser entortados em cerca de 90 graus, sem se quebrarem. O entortamento dos caules se dá num ponto da altura entre 20 e 80% do total das plantas. As vezes, plantas situadas lado a lado na colheita, são entortadas em direções opostas dentro do mesmo fenômeno.
Uma característica deste fenômeno é que, quando entortadas, não é possível desentortá-las com o risco de quebra-las, e elas continuam o seu crescimento normal só que rasteiro rente ao chão.
Duas organizações vêm fazendo estudo do solo dos círculos. Elas são o Center for Crop Circles Studies in England e uma organização conhecida como ADAS Ltd., trabalhando com o Ministério da Agricultura Inglês. Uma das coisas que eles descobriram é que os solos adquirem uma quantidade anormal de hidrogênio após cada formação. O único modo desta quantidade de hidrogênio aparecer assim seria se o solo recebesse uma carga elétrica extremamente forte.
Descobertas significativas
Sabe-se hoje que cerca de 90% de círculos dos genuínos surgem quase sempre nas mesmas áreas, ano após ano, e invariavelmente sobre ou muito perto de sítios arqueológicos de milhares de anos de idade (como Stonehenge). Estes sítios arqueológicos às vezes estão Enterrados e os estudiosos só se dão conta de que existem em um determinado lugar quando surgem círculos lá …
Um fator interessante a se notar é que um certo número de círculos têm aparecido perto de usinas nucleares, o que nos leva a crer que os responsáveis pelos círculos estão preocupados com a nossa loucura no uso da energia nuclear.
Outro fator é que algumas pessoas dizem terem Sido afetadas depois de terem entrado e pisado dentro de uma destas formações. Alguns estudiosos comprovam estas estórias, como o Dr. Collete M. Dowell. Ele, como outras pessoas, diz  que em algumas formações em que entrou, se sentiu extremamente ansioso ou agitado. Em outras, se sentiu feliz, bobo e outras emoções positivas. 
Conjunções planetárias entre Vênus, Júpiter e a Lua, mostrados nesse Crop Circle de 1990.
Conclusão:
Pelo menos em uma coisa os estudiosos já se entendem: os círculos tem obrigatoriamente um forte componente não terrestre. Ou seja: não são construídos pela inteligência humana. Esta conclusão é sustentada pelo fato de que muitas testemunhas como fazendeiros, estudiosos e curiosos acampados nos locais em que eles aparecem/são feitos em seus momentos de pico ENXERGAM com certa freqüência misteriosas luzes não identificadas sobrevoarem as colheitas pouco antes dos círculos terem sido descobertos sempre na manhã seguinte.
Em alguns casos, certas bolas de luzes foram até filmadas e fotografadas (conforme demonstrado mais acima), embora com baixa qualidade de filmagem por terem sido feitas com equipamento amador e normalmente à noite. De qualquer forma, o fenômeno dos “círculos ingleses” continua ano a ano e nenhuma das suposições de suas causas ainda foram comprovadas e o mistério persiste.
A seguir, fotos de alguns dos mais espetaculares desenhos (que invariavelmente contém algum tipo de mensagem SUBJETIVA para a humanidade, às vezes alguns avisos…) deixados nas plantações em campos ingleses nos últimos anos.





O que Sabemos não é tudo que Existe - Parte 140- QUESTION MARKS - PONTOS DE INTERROGAÇÃO




"Nenhum homem recebeu da Natureza o direito de comandar os outros. Toda autoridade que não seja a do Pai vem da força e da violência daquele que dela se apoderou; ou do consentimento daqueles que lhe são submetidos. 

O poder adquirido pela violência é uma usurpação obtida injustamente" (Diderot - Filósofo iluminista francês, 1713-1784)



O Realismo Fantástico é hostilizado, perseguido e malvisto por certos setores, justamente pelo fato de pregar a livre expressão do pensamento, procurar a verdade e, notadamente, confrontar os mentirosos, os covardes e os prestidigitadores - enfim todos aqueles que espoliam, sufocam, impedem a evolução e o progresso do conhecimento humano. Da nossa série "Fraudes" que são muito bem feitas para serem "fraudes", o que você vê acima, é aquilo que seria uma página de um livro didático de Geografia, supostamente destinado aos estudantes do curso equivalente ao nosso Primeiro Grau, editado nos EUA e denominado "Introdução à Geografia", na sua página 76. Nele, vemos o mapa do continente da América do Sul tendo grande parte - na verdade TODA - a Região Norte e parte da Nordeste do território brasileiro - precisamente a Região Amazônica - unilateralmente transformada em "área internacional", o que, caso seja verdadeiro, uma insolência ímpar, se constitui numa flagrante e além de tudo desrespeitosa violação à soberania do Brasil e também representa uma ignominiosa afronta ao povo brasileiro. E tão logo a notícia da existência de tal livro correu o mundo, logo trataram de desmenti-la, alegando que seria um"hoax", ou "fraude".


E que "fraude" mais bem feita! Eis a tradução dessa aberração (grifos nossos) : "Uma introdução à Geografia. Em uma seção ao norte da América do Sul, uma extensão de terra com mais de 3.000 milhas quadradas. 3.5-5 - A PRIMEIRA RESERVA INTERNACIONAL DA FLORESTA AMAZÔNICA. Desde meados dos anos 80 a mais importante floresta do mundo passou a ser responsabilidade dos Estados Unidos e das Nações Unidas. É chamada FINRAF (A PRIMEIRA RESERVA INTERNACIONAL DA FLORESTA AMAZÔNICA), e sua fundação se deu pelo fato de a Amazônia estar localizada na América do Sul, uma das regiões mais pobres do mundo e cercada por PAÍSES IRRESPONSÁVEIS, CRUÉIS E AUTORITÁRIOS. Fazia parte de oito países diferentes e estranhos, os quais, em sua maioria, são reinos da violência, do tráfego de drogas, DA IGNORÂNCIA, e DE UM POVO SEM INTELIGÊNCIA E PRIMITIVO. A criação da FINRAF foi apoiada por todas as nações do G-23 e foi realmente uma missão especial para nosso país e um presente para o mundo todo, visto que a posse destas terras tão valiosas nas mãos de povos e países TÃO PRIMITIVOS condenariam os pulmões do mundo ao desaparecimento e à total destruição em poucos anos".Fraude, ou não, Infelizmente temos denúncias que tal usurpação, ainda que no momento sutil e velada, está em plena execução, já que a bandeira estrangeira vergonhosamente tremula em certos locais da Floresta Amazônica, repleta de estrangeiros e "missionários", onde por sinal os brasileiros não podem entrar e até mesmo os índios falam Inglês, ao invés da língua pátria - o Português!


E veja que "primor", na mesma página e ao lado da borboleta: "Podemos considerar que esta área tem a maior biodiversidade do planeta, com uma grande quantidade de espécimes de todos os tipos de animais e vegetais. O valor desta área é incalculável, mas o planeta pode estar certo de que os Estados Unidos não permitirão que estes países Latino Americanos explorem e destruam esta verdadeira propriedade de toda a humanidade. FINRAF é como um parque internacional, com severas regras para exploração". Muito interessante mesmo, não?


Vamos, então, deixar de lado as coisas que justificadamente embrulham o nosso estômago e voltemos aos temas principais deste nosso Site. Na foto acima, você vê uma estranha formação rochosa, situada em um deserto norte-americano. Ao que parece, mais um estranho monumento de um passado remoto e desconhecido, e que em muito se assemelha à face de um chacal.


E veja esta outra curiosa formação rochosa situada no Brasil, nitidamente artificial e que tem o estranho nome de "Pico do Papagaio". Não se pode negar que também aqui as mãos muito antigas de seres inteligentes foram as responsáveis por esse curioso monumento (que de "papagaio" por sinal não tem nada), igualmente se assemelhando a um chacal.


Pois é, existem muitas outras coisas que jamais poderiam ser classificadas "fraudes". Em Costa Rica, numa região denominada Escazu, quem sobrevoa aquela área terá diante dos seus olhos essa intrigante surpresa: um perfeito e imenso rosto, ao que parece de mulher, moldado na rocha!


E no negativo podemos constatar que, na verdade, são dois intrigantes rostos. Que desconhecida civilização teria feito isso? Não se sabe!


Também nos EUA, cavernas recentemente descobertas na Califórnia Central estampam as figuras de exóticas criaturas, retratadas pelo chamado "homem primitivo" . Ressalte-se que são incrivelmente semelhantes aos "astronautas" estampados nas cavernas de TASSILI - por sua vez situadas em um outro continente, precisamente na África, região do Saara Oriental!


À esquerda, outra intrigante imagem das cavernas californianas. Note-se que o personagem retratado usava roupas e parecia estar usando também um capacete, tal como em Tassili. Compare com as duas imagens africanas, ao lado!


Na foto, antigos e misteriosos artefatos arqueológicos, cuja idade talvez remonte há milhares de anos, encontrados na escavação de uma tumba desconhecida - também situada na América do Norte. Na falta de uma explicação melhor, atribuíram-nos aos "Vikings". E - como seria de se esperar - assim como abafaram o assunto não se sabe que fim deram à estranha múmia que lá foi encontrada.


Misteriosos personagens do passado remoto! As imagens de criaturas muito provavelmente alienígenas estão também estampadas em diversos murais do Antigo Egito. Basta apenas que as procuremos com a devida atenção. Nesse, um personagem completamente diferente dos tradicionais padrões da arte egípcia - inclusive e ao que parece usando um uniforme - está diante de uma mulher. Pode ser o antigo registro de uma abdução, ou um cruzamento de raças.


E eis os detalhes devidamente ampliados da estranha criatura. Pelas características parece se tratar de um alienígena reptiliano.


Coisas fora dos padrões tradicionais, que muitos escondem e que outros se recusam a admitir..... Nas fotos, estatuetas absolutamente não convencionais, encontradas em escavações arqueológicas efetuadas no Egito, nos mostram estranhas criaturas dotadas de corpos de serpentes. Há curiosas referências em toda a antigüidade acerca de uma raça de "seres serpentes". Obviamente que se trata de uma alegoria, uma vez que a serpente - notadamente no Antigo Egito - era sempre associada aos povos extraterrestres!


Existem, sem qualquer dúvida, diversos pontos de interrogação espalhados por todo este nosso pequeno planeta. E somente não enxerga isso aquele que não quer ver! Na foto acima, mais um recente Crop Circle - outra mensagem ainda incompreensível vinda de algures, que surgiu estampada no solo inlgês em 2004.


E aqui temos um outro, que de maneira alguma isso poderia ser atribuído a um fenômeno natural. Existe uma vontade inteligente por trás de tudo isso! Mas, QUAL exatamente?


E esse outro, então, é verdadeiramente surpreendente. Surgido em Silbury, Inglaterra, também no ano de 2004, essa estonteante obra-prima nos faz lembrar através do seu bem elaborado simbolismo as antigas civilizações Egípcia e Maia!


E como surgiriam esses intrigantes Crop Circles? Aqui temos uma possível resposta: este UFO foi fotografado, também na Inglaterra, quando na calada da noite estampava no solo um círculo dotado de intensa luminosidade!

"Então você pensa que vivemos de novo nesta Terra? De novo e de novo ainda, até que chegue para nós o tempo de deixar a Terra para sempre. Sim, este pássaro de passagem, como parecia ser, voando de trevas em trevas, podia ter aberto as suas asas à luz de outros sóis, há milhões e milhões de anos atrás, e poderia ainda abri-las, um tornado brilhante e luminoso, em milhões de anos, num tempo ainda não nascido"
(H. Rider Haggard - Quand Le Monde Trembla)


Era mesmo só o que estava faltando! Não é que arranjaram um novo "ancestral" para a espécie humana? Só que dessa vez os teóricos e os ferrenhos adeptos da Teoria Evolucionista, ainda se deram ao luxo de dizer que essa espécie de primata, cujo fóssil foi encontrado na Catalunha, Espanha, teria sido não só o ancestral do homem, como também o ancestral comum entre ele e os macacos! E que mistura mais bizarra é mesmo essa! Denominada cientificamentePierolapithecus Catalaunicus e datada de 13 milhões de anos, alguns estudiosos acreditam que essa espécie recém-descoberta sofreu algumas adaptações que a conduziram à formação dos grandes primatas de hoje, inclusive o homem. Logicamente uma falácia!


Todas essas afirmações, porém, perdem a consistência devido às novas descobertas da Ciência. Eis uma prova conclusiva que vida está espalhada por todo o espaço sideral e que pode ter chegado aqui através dos meteoritos: os aminoácidos, que constituem as proteínas, podem ser formados no espaço interestelar! Segundo a conceituada Revista NATURE, alguns cientistas europeus e norte-americanos já se convenceram que diversos processos químicos fundamentais para o desenvolvimento da vida poderiam ocorrer em outros planetas, além da Terra. Na foto, vemos fragmentos de um cometa contendo aglomerados de poeira interplanetária, além de resíduos de MATERIAL ORGÂNICO - vistos nitidamente na coloração amarela! Experiências de laboratório levadas a efeito pelo cientista Guillermo Muñoz, do Observatório de Leiden, Holanda, simularam condições análogas às existentes nas nuvens interestelares e conseguiram que, mesmo em se tratando de um ambiente artificial, se desenvolvessem nada menos que 16 tipos de aminoácidos! E diante disso, somente resta para os negadores e os egocêntricos a grande lição contida nas declarações daquele cientista: - ''Os nossos resultados sustentam a hipótese de que moléculas necessárias à vida, como os aminoácidos, foram trazidas à Terra por cometas, meteoritos e partículas de poeira interplanetária. Alguns dos aminoácidos produzidos em nossos experimentos estão presentes em um tipo de meteorito. Ou seja, moléculas provenientes do espaço teriam sido responsáveis pelo surgimento de vida na Terra. Algo semelhante poderia ter acontecido em outros sistemas planetários, onde tais moléculas também tivessem se tornado acessíveis''. (FOTO: Guillermo Muñoz)


Não há mesmo muito o que se discutir com respeito a evidências tão gritantes. Na imagem acima, tomada pelo módulo espacial da ESA (Agência Espacial Européia) sobre Titan, a lua de Saturno, vemos que sua superfície foi - ou AINDA É - cortada por diversos rios. Isso significa ÁGUA, ou seja, combinação de moléculas de Hidrogênio e Oxigênio - e, portanto, condições altamente propícias ao desenvolvimento da VIDA!


A criatura humana, ou coisa semelhante, racional e dotada de inteligência, jamais descendeu de simples primatas e a sua existência é uma condição normal no resplandecente Universo que nos cerca. E será que essa condição absurda, isto é, "descendência de primatas", teria sido essencial para que outros seres racionais e inteligentes tivessem se desenvolvido em outros planetas que pululam no Universo? Lógico que não! Aqui mesmo na Terra temos, espalhados por todo o globo, as imagens deixadas pelos povos antigos que retratam a presença de criaturas inegavelmente de procedência extraterrestre. Observe com bastante atenção mais um dentre tantos murais do Antigo Egito que nos demonstram exatamente isso......


.... E cuja ampliação vemos agora em destaque. Note-se o tipo não-convencional do humanóide retratado, o qual inclusive tem na mão esquerda algo que se assemelha a uma desconhecida arma. Adiante dele, vemos uma outra estranha criatura, igualmente distoante dos tradicionais padrões egípcios. Mas não é só isso.....


..... Os antigos egípcios eram realmente muito sutis em tudo aquilo que representavam. Não somente os avançados hieróglifos tinham um significado oculto, como também muitas outras coisas - ou seja, um TRIPLO sentido que somente aqueles que sabiam interpretar poderiam vislumbrar. Vamos colocar a imagem anterior em negativo e..... Veja só o que surge bem no centro e quase na parte superior da cena: isso mesmo: a cabeça e o longo pescoço de uma entidade alienígena do tipo grey. Isso sem contar - bem na extremidade direita da cena - com a imagem daquilo que parece ser um estranho animal, tendo, logo acima dele, algo que lembra um UFO!


Alguma dúvida? Então reveja o alien grey......


..... E também o UFO - ou, melhor dizendo, os UFOs. Não é mesmo chocante?


Aqui, estranhos crânios encontrados em Ica, Peru - o mesmo local onde milhares de misteriosas pedras gravadas nos falam de viajantes espaciais e também acerca de uma antiga e muito evoluída colônia situada no nosso planeta - isso nos tempos dos dinossauros e dos grandes répteis, ou seja, milhões de anos atrás! Repare bem no estranho formato da bizarra múmia que está postada ao lado deles.


Reveja em maior aproximação......


.... E principalmente na imagem em negativo, a qual tira todas as dúvidas. Repare no longo braço, desproporcional ao tamanho do corpo - este nitidamente humanóide - e, notadamente, no formato inusitado do crânio. Isso, decididamente, não é coisa deste mundo!


E (voltamos a insistir) em 2004 o súbito interesse do Governo Egípcio e de alguns cientistas estrangeiros em submeter a múmia do faraó Tutankhamon ao sofisticado exame de Tomografia Computadorizada, jamais foi "para apurar as verdadeiras causas da sua morte". Bem ao contrário, sabemos sem qualquer medo de errar que ELES SEGUEM AS PISTAS DE UMA HUMANIDADE ALIENÍGENA QUE ESTEVE PRESENTE E ATUANTE NO ANTIGO EGITO, ASSIM COMO EM TODO O MUNDO ANTIGO! Na foto, o onipresente Dr. Zawi Hawass, interventor e autoridade máxima do Governo Egípcio no que tange a antigüidades, supervisiona de perto a operação de escaneamento da múmia.


O presente emula o passado e redescobre a sua imensa sabedoria. Na região de Wairarapa, situada a cerca de 1 hora de Wellington, capital da Nova Zelândia, foi construído "O mais novo Stonehenge do mundo" - numa alusão às igualmente intrigantes ruínas - bastante semelhantes que, originárias dos tempos pré-históricos, se situam na Inglaterra. Aqui, essa moderna construção artificial, elaborada em grande e proporcional escala pela Phoenix Astronomical Society e batizada de "Stonehenge Aotearoa", tem por finalidade estimular os seus visitantes a redescobrir a Astronomia.


Sempre de acordo com o original, essa réplica gigante de Stonehenge é sustentada por 24 pilares, bem como outras estruturas mais complexas. Richard Hall, Presidente da Phoenix Astronomical Society, resume de maneira magistral o que os visitantes lá encontrarão: - "Você pode ler o quanto quiser nos livros sobre os movimentos do Sol, da Lua; como os povos usam as estrelas para navegarem ou demarcarem as estações. Mas aqui poderá ser mostrado ao público exatamente como tudo isso funciona, como tudo se torna mais simples e muito mais fácil de se entender". Em outras palavras, a Ciência hoje se curva diante da imensa sabedoria do passado remoto e desconhecido, redescobrindo, assim e pouco a pouco, os elevados conhecimentos das perdidas civilizações. Um conhecimento que talvez tenha vindo "de fora"! O Professor Alan MacDiarmid, laureado com o Prêmio Nobel, foi mais longe ainda ao declarar: - "Estamos todos assentados sobre o ombro de gigantes. Gigantes de uma sabedoria muito antiga que hoje emergem diante da sabedoria do século XXI".


Na verdade, não sabemos NADA sobre o nosso remoto passado. Porém - agora mais do que nunca - até a própria Natureza insiste em nos revelar os grandes mistérios que guardou consigo durante muito tempo. O recente e avassalador Tsunami que em dezembro de 2004 "varreu" com as suas gigantescas ondas os litorais de 14 países asiáticos, trouxe à luz no sudeste da Índia algumas impressionantes ruínas cuja existência jamais se suspeitara. Além da colossal estátua de uma divindade com cerca de 15 metros de altura que jazia soterrada, as estranhas estruturas mostradas na imagem acima também foram reveladas pelo violento maremoto. - "Elas podem ser partes de uma pequena cidade portuária que aqui existiu antes de as águas a submergirem. Podem ser as partes de um templo ou de um edifício, estamos investigando" - declarou T. Sathiamoorthy, cientista membro do Archaeological Survey of India - ASI. (FOTO: AFP)


Pontos de interrogação que se transformam em pontos de exclamação! Essa urna ossuária autêntica, com a idade de quase 2000 anos e 50 centímetros de comprimento - encontrada em escavações arqueológicas efetuadas na Terra Santa, precisamente no interior de uma caverna e atualmente em poder de um colecionador israelense que, por razões de segurança, prefere se manter anônimo - tem a seguinte inscrição: "TIAGO, FILHO DE JOSÉ, IRMÃO DE JESUS"! O costume do Povo Judeu de usar urnas como essa para guardar ossos proveio desde o ano 20 Antes de Cristo até quando os romanos destruiram Jerusalém no ano 70 D.C. - Os corpos eram sepultados em cavernas aguardando a ocasião em que os ossos eram recolhidos e encerrados em urnas mortuárias, voltando então às cavernas. Tiago, fundador da Igreja de Jerusalém, considerado santo pela Igreja Católica, segundo registros históricos foi martirizado por apedrejamento por volta dos anos 62 ou 63 D.C. pelo fato de pregar a divindade de Jesus..... E ficou comprovado que essa urna é, de fato, originária do ano 63 D.C.! Ben Witherington, Professor de Novo Testamento do Asbury Theological Seminary, situado em Wilmore, Kentucky, um dos inúmeros cientistas e estudiosos que examinaram essa sensacional peça arqueológica, comprovando a sua autenticidade, declarou à revista National Geopgraphic : - "Esta provavelmente vai ser a maior descoberta do Novo Testamento de toda a minha vida, tão grande quanto os Manuscritos do Mar Morto".


De fato, concordamos plenamente com essa afirmação do renomado Professor! Na foto, as inscrições da urna mortuária, em aramaico originário da época e, portanto, uma outra prova da sua autenticidade - já que a idade dessa forma de escrita pode ser mensurada pelo fato de ter sofrido diversas alterações com o passar do tempo: Ya'akov bar Yosef akhui diYeshua. Tal como os Manuscritos do Mar Morto que trouxeram uma nova luz histórica, revelando verdades que foram ocultadas durante muito tempo, essa sensacional descoberta tem dupla e relevante importância, não só por comprovar a real existência de Jesus (o que, por sinal, muitos negam), como também pelo fato de abalar todas as estruturas em que baseiam os dogmas religiosos. Vamos, então, analisar os fatos: segundo as Escrituras, Jesus era conhecido como "O Filho de Deus" e, portanto, jamais poderia ter tido um irmão. Maria O concebeu virgem e assim permaneceu até a sua morte. José - o carpinteiro e seu pai adotivo - era monógamo e nunca se uniu a uma outra esposa. Curiosamente, temos na Bíblia uma comprovação disso, exatamente em PAULO, AOS GÁLATAS, Cap. 1, Vs. 18/19 (grifos nossos): - "Então, três anos depois, subi a Jerusalém para visitar a Cefas e fiquei com ele quinze dias. Mas não vi nenhum outro dos apóstolos, a não ser TIAGO, O IRMÃO DO SENHOR". Por outro lado, a Bíblia também deixa escapar a existência de uma família de Jesus, precisamente em Mateus, Cap. 13, Vs. 55: - "Não é este o filho do carpinteiro? Não se chama a sua mãe Maria e seus irmãos TIAGO e José, Simão e Judas? E suas IRMÃS, não estão todas elas aqui conosco?". Ouçamos novamente o Professor Witherington, referindo-se à existência da urna: - "Se você é católico pensará que são primos, por causa da perpetuidade da virgindade de Maria, conforme a Doutrina da Igreja. Porém, há uma série de problemas diante desse registro histórico. O ossuário nos dá uma nova peça de evidência, contestando a Bíblia, de que existiram irmãos e irmãs de sangue de Jesus". Em outras palavras, fica finalmente revelado um segredo que foi ciosamente guardado durante quase dois milênios: a existência de uma família do Mestre Jesus, o qual, inclusive, foi casado e também deixou uma descendência! E agora?






Total de visualizações de página

Página FaceBook